Vivo, Claro e Tim compram Oi por R$ 16,5 bilhões | ANTENA
TECNOLOGIA
>

Vivo, Claro e Tim compram Oi por R$ 16,5 bilhões

Por Redação | 09/09/2020 | 16:27
Internet Vivo, Claro e Tim compram Oi por R$ 16,5 bilhões

A operadora aceitou a proposta vinculante apresentada em conjunto pelo consórcio , e e e vendeu sua operação móvel por R$ 16,5 bilhões..

O comunicado foi enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na noite de ontem (7) e a proposta das três empresas foi feita no valor de R$ 16,5 bilhões. Desse total, cerca de R$ 756 milhões referem-se a serviços de transição que serão prestados por 12 meses pela Oi.

Em recuperação judicial, a Oi não pode concluir o negócio até realizar um leilão de ativos. Apesar disso, o consórcio das três operadoras tem preferência e pode cobrir qualquer outra oferta.

Além disso, as empresas terão o direito de cobrirem ofertas que possam ser feitas ainda nesta disputa, com a condição de que o novo valor seja no mínimo 1% maior do que a melhor proposta.

A conclusão da operação ainda deve ser avaliada por autoridades. A preocupação é que os clientes da Oi sejam divididos entre Claro, Tim e Vivo.

O presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Alexandre Barreto, já disse em entrevista à CNN que o negócio será avaliado com atenção e que pode reduzir a concorrência no leilão de 5G.

O consórcio das três operadoras superou a oferta de R$ 15 milhões da Highline, que pertence ao fundo americano.

A Oi precisa desses recursos para pagar suas dívidas e tentar recuperar a empresa, mudando seu foco. Ao invés de celular, a empresa pretende investir na fibra ótica.

Veja também:

Comentários

Deixe uma resposta


CONDENADA
Rose Miriam, viúva de Gugu, perde processo contra Leão Lobo e é condenada
CULTURA
Últimos dias para se inscrever nos editais da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc
RECORDE
‘O Gambito da Rainha’ bate recorde de audiência na Netflix
NETFLIX
O que chega em dezembro na Netflix no Brasil; novidades e lançamentos do mês
FUTEBOL
SBT exibe jogo entre Racing e Flamengo pela Copa Libertadores da América