Tuesday, May 21, 2024
HomeEmpresária de São Luís cria camisetas debochando da “praia dos ricos”
Array

Empresária de São Luís cria camisetas debochando da “praia dos ricos”

>

Empresária de São Luís cria camisetas debochando da “praia dos ricos”

Por Redação |  01/08/2020 | 09:16

Foto: Reprodução
Empresária de São Luís cria camisetas debochando da “praia dos ricos”

Peças são vendidas no Instagram por R$ 69,99

A empresaria Suellem Lima encontrou numa confusão uma ótima oportunidade de ganhar dinheiro. É que ela criou camisetas com frases ditas tanto por quem é a favor da segregação da praia de Ponta d’Areia, em São Luís, no Maranhão, quanto quem é contra a situação.

“Uma camisa tem escrito ‘Posto A: pagode, mocotó, feijoada, sarrabulho, farofa, e uma magnífica combinação perfeita para sua estadia nessas areias’. A outra está escrito: ‘Penínsule-se: nossos garços são orientados a atender ou não o cliente, visto que o mesmo se encaixe em nossos padrões sociais’. Ainda estou programando outras estampas e já tenho dezenas de encomendas”, disse Suellen à coluna Léo Dias, no Metropoles.

A ideia recebeu apoio de muita gente e as peças podem ser compradas pelo Instagram, no perfil @dresschique, por R$ 69,99.

Entenda o caso

Flávio Dionísio, proprietário do Bangallô Espettaria, na península da Ponta d’Areia, em São Luís, no Maranhão, causou revolta na população ao dizer em um grupo de WhatsApp que estava indignado pois havia percebido uma demanda de pessoas nada aceitáveis para os padrões sociais do estabelecimento frequentando o local. Ele ainda ressaltou que os garçons são orientados a não atender clientes que não se encaixam nos “padrões sociais”.

Alguns habitantes da península se reuniram e criaram outro grupo, esse para encontrar formas de isolar o local de pessoas menos favorecidas financeiramente. Entre as ideias estão: a criação de um Passaporte Península e a entrada no local mediante a apresentação desse documento; isenção de visto para moradores de condomínios mais abonados da região e um visto simplificado para residentes de condomínios um pouco mais baratos e para pessoas de outros bairros – a ideia seria só dar o passaporte para quem passasse por uma entrevista com os moradores.

As informações são da coluna Léo Dias

TwitterFacebookWhatsAppGoogle+BufferLinkedInPin It


Comentários

RELATED ARTICLES
Array
(
    [0] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.png
    [1] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.png
    [2] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.gif
    [3] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.gif
    [4] => https://antenacritica.com.br/files/wp-content/uploads/2020/07/enem-300x200.jpg
)

Most Popular

Array
(
    [0] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.png
    [1] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.png
    [2] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.gif
    [3] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.gif
    [4] => https://antenacritica.com.br/files/wp-content/uploads/2020/07/enem-300x200.jpg
)
Array
(
    [0] => https://antenacritica.com.br/files/8prxtp0/728x90.jpg
    [1] => https://antenacritica.com.br/files/8prxtp0/728x90.jpg
    [2] => https://antenacritica.com.br/files/8prxtp0/728x90.jpg
)

Recent Comments