Sunday, May 19, 2024
HomeSem atrações, réveillon da orla de Maceió se resumiu a festa feita...
Array

Sem atrações, réveillon da orla de Maceió se resumiu a festa feita pelo povo

Home » Notícias » Sem atrações, réveillon da orla de Maceió se resumiu a festa feita pelo povo
Destaques Notícias

Sem atrações, réveillon da orla de Maceió se resumiu a festa feita pelo povo

 

Enquanto a maioria das capitais curtiu a chegada do ano novo com atrações promovidas pela prefeitura com bandas locais e muitas delas nacionais, em Maceió o réveillon de quem não tinha aproximadamente 500 reais para desembolsar no ingresso mais barato do evento fechado se limitou a olhar para o céu e ver os fogos na orla ouvindo o próprio som na caixinha portátil ou no som potente do vizinho que agitou a festa como dj.

Chega a ser “vergonhoso” a cidade que já foi considerada como a “capital dos réveillons” não ter se quer um palco central com atrações de bandas locais consagradas como Ana Lobo, por exemplo.

Passeamos pela multidão e a animação contagiava quem estava por ali, dançando e se divertindo ao lado dos paredões que se concentraram ao lado de uma famosa lanchonete de hambúrguer, na orla de Ponta Verde.

Os influenciadores que os digam…Jazon Moraes, conhecido como rei do quadradinho, expôs sua indignação com o desinteresse dos órgãos em produzir uma festa aberta para a população: “pense numa coisa ruim passar o réveillon aqui na orla. Não tem nada! Não tem um som…não dá pra admitir isso aqui Prefeitura de Maceió…tá muito parado. Estamos curtindo a festa do povo…não tem uma festa pra quem é pobre….Deus me livre… nunca mais eu passo o ano novo na orla…”comentou o rapaz no histories.

O vendedor Alberico Spineli também estava na orla e seguiu o mesmo tipo de opinião do influencer: “Rapaz eu vim pra cá e esperava ter pelo menos umas tendas com dj como foi da última vez que eu vim. Se não fosse aqueles carros com o som ligado estava todo mundo morgado”.

Por outro lado, teve maceioense que não sentiu tanta falta assim: “No meu caso eu prefiro assim, sem shows, dá pra trazer os filhos e netos sabendo que não vai ter perigo, talvez se fosse com essas bandas eu não me sentiria tão seguro.  Depois da queima eu tomo meu espumante e vou dormir”, explica Carlos Algusto, que aguardava a queima de fogos na beira da areia com a família.

Já em Arapiraca a prefeitura promoveu uma festa completa com atrações locais como Samilla e banda e o grupo Cio Show Band.

Fogos falham na Pajuçara

De acordo com os relatos, uma falha no lançamento dos fogos de artifício localizados em uma embarcação na Pajuçara, próximo ao totem do Eu Amo Maceió, acabou frustrando o público presente.

Ainda conforme as informações, após os atrasos os fogos saíram em apenas uma das embarcações e durou cerca de 11 minutos, em seguida, os fogos queimaram na parte de baixo da balsa.

RELATED ARTICLES
Array
(
    [0] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.png
    [1] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.png
    [2] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.gif
    [3] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.gif
    [4] => https://antenacritica.com.br/files/wp-content/uploads/2020/07/enem-300x200.jpg
)

Most Popular

Array
(
    [0] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.png
    [1] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.png
    [2] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.gif
    [3] => https://antenacritica.com.br/files/ebc.gif
    [4] => https://antenacritica.com.br/files/wp-content/uploads/2020/07/enem-300x200.jpg
)
Array
(
    [0] => https://antenacritica.com.br/files/8prxtp0/728x90.jpg
    [1] => https://antenacritica.com.br/files/8prxtp0/728x90.jpg
    [2] => https://antenacritica.com.br/files/8prxtp0/728x90.jpg
)

Recent Comments